Tratamento para miopia corrige visão sem cirurgia invasiva

A Organização Mundial da Saúde (OMS) lançou um alerta ao denominar a miopia como uma “epidemia silenciosa”. De acordo com um artigo científico publicado pelo Brien Holden Vision Institute (BHVI), é previsto que cerca de metade da população global seja míope até o ano de 2050. Especialistas atribuem a crescente incidência da miopia, em parte, às medidas de combate à COVID-19, que resultaram em um aumento no tempo que crianças, adolescentes e até mesmo os adultos passam dentro de casa ou diante de telas eletrônicas, conforme artigo publicado na revista internacional JAMA Network Open.

No entanto, vale ressaltar que a diminuição da acuidade visual não constitui apenas um inconveniente que requer correção regular. A longo prazo, pode desencadear riscos mais graves, como descolamento de retina, glaucoma, catarata precoce ou até mesmo degeneração macular miópica, que pode causar cegueira. 

Ortoceratologia pode resgatar a nitidez da visão

A Ortoceratologia, também conhecida como orto-K, é uma técnica não cirúrgica utilizada para tratar problemas de visão, especialmente miopia. Ela envolve o uso de lentes de contato rígidas especiais durante o sono. Essas lentes remodelam suavemente a córnea, a parte frontal do olho, para corrigir a curvatura que causa a miopia. Durante o dia, as lentes são removidas, e a pessoa desfruta de uma visão nítida sem a necessidade de óculos ou lentes de contato.

Esta abordagem apresenta algumas características:

– Não invasiva: A orto-K não envolve cirurgia, tornando-a uma opção segura para pessoas de todas as idades.
– Reversível: Caso o tratamento seja interrompido, a córnea retornará à sua forma original.
– Liberdade visual: É possível ver claramente durante o dia sem usar óculos ou lentes de contato.
– Controle da progressão da miopia: Estudos indicam que a orto-K pode ajudar a controlar o avanço da miopia em crianças.

Evolução dos tratamentos para saúde e estética visual

Ao longo dos anos, diversos novos tratamentos relacionados à oftalmologia surgiram, afinal, a medicina está em constante evolução. Além das questões de saúde, existem também os tratamentos estéticos, que melhoram a qualidade de vida e contribuem para o bem-estar dos pacientes, como relatado no artigo publicado na Revista Brasileira de Cirurgia Plástica.

Um dos tratamentos em alta é a Blefaroplastia sem cortes, uma alternativa não cirúrgica à cirurgia de pálpebras tradicional. “Nesse procedimento, técnicas avançadas, como ultrassom micro e macro focalizado de alta intensidade (Ultraformer III ), o Jato de Plasma de alta tecnologia – Plexr e/ou o Laser Lavienn são usadas para apertar a pele e reduzir a gordura, proporcionando um aspecto mais jovem e revitalizado”, afirma Dr. Emmanuel Antunes, proprietário da Visu Clinic – Oftalmologia, Performance e Estética.

A escolha dos profissionais

Embora a Ortoceratologia e a Blefaroplastia sem cortes sejam procedimentos menos invasivos em comparação com suas contrapartes cirúrgicas, é fundamental destacar que a segurança e a eficácia desses tratamentos dependem consideravelmente da experiência e habilidade do profissional que os realiza.

Portanto, ao considerar a Ortoceratologia e a Blefaroplastia sem cortes ou qualquer outro procedimento relacionado à saúde e estética ocular, é fundamental escolher uma clínica que priorize a segurança, o bem-estar e a experiência do paciente.

Mais informações
visuclinic.com.br
(12) 3042-0597 / (12) 99217-5005
Unidades em Jacareí/SP e Bairro Jardins/SP

Author avatar
DINO
Usamos cookies para lhe proporcionar a melhor experiência.