Tipos de Marketing Digital

Assim como o Marketing Tradicional, existem diferentes formas de se fazer Marketing Digital. E por mais que o mundo digital tenha suas características e necessidades específicas, muitas técnicas do marketing tradicional também funcionam online.

A Agência Mais Resultado lista neste artigo os principais modelos.

Marketing de Relacionamento

Não dá para falar de marketing digital e não falar de marketing de relacionamento. Afinal, foi graças à internet que o relacionamento entre empresas e clientes se tornou cada vez mais estreito e comum.

O objetivo é mais do que só vender o produto ou serviço para ele. É fidelizar o cliente para que a marca se torne a escolha número um dele e continue voltando para comprar no futuro. Principalmente, fazer com que o cliente vire um defensor da marca.

Além disso, outra vantagem obtida com esse modelo é a criação de autoridade no seu  mercado. Isso se dá através das boas experiências oferecidas ao cliente. Isso faz com que ele veja valor na marca. Ao receber um tratamento personalizado e ter uma boa experiência, o próprio cliente vai querer divulgar a marca para outras pessoas. O boca a boca é a melhor estratégia de marketing.

Mas lembre-se que, o sucesso desse modelo depende da satisfação do cliente, por isso, é necessário ficar de olho nesse índice. Outra forma de saber como andam esses níveis é a conversa direta com o cliente. Essa solução é boa para ambos os lados: o cliente recebe respostas e tratamentos personalizados e a empresa consegue o feedback necessário.

Marketing de conteúdo

Uma das principais técnicas do marketing digital, atualmente, é o marketing de conteúdo. Ele é falado e aconselhado em todas as plataformas por inúmeros “gurus” de marketing e publicidade. Esse modelo é sobre criar conteúdos relevantes para o público que tornem a marca em uma autoridade e a primeira referência para compra quando o consumidor pensar naquela área.

O bom conteúdo não foca em vender, mas sim em agregar valor e conhecimento para seu público, sanando suas dores, esclarecendo suas dúvidas ou ensinando algo. Dessa forma, a venda se torna apenas uma consequência.

Para isso, esse marketing foca em entender o seu cliente: quais são as suas necessidades e dores. A partir daí, ele cria conteúdos que solucionem esses problemas, dando dicas de como evitá-los e outros conteúdos que sejam úteis para esse cliente. O conteúdo pode ser entregue em forma de artigos de blog, postagens nas redes sociais, ebook, webinars ou uma combinação dessas e outras formas. Tudo depende de como o seu público consome conteúdo.

Inbound marketing

O inbound marketing, também chamado de marketing de atração, é uma estratégia de prospecção passiva de clientes. Ele usa conteúdos úteis para atrair e converter o cliente para a sua marca. Por serem usados em conjunto, o marketing de conteúdo e o inbound marketing são confundidos um com o outro e, muitas vezes, são usados como sinônimos. Porém, esses modelos têm objetivos diferentes. O primeiro tem a intenção de gerar autoridade, enquanto o segundo, tem o foco nas vendas. O objetivo principal do inbound marketing é atrair clientes com conteúdo para gerar leads pelo funil de vendas.

Para que essa estratégia seja bem sucedida, é preciso que a empresa faça um estudo sobre o funil e os estágios que o cliente passa no processo de compra. Dessa forma, a empresa saberá quais conteúdos mandar para o cliente antes de ele se tornar um lead (e depois que ele realizar a compra). E fará tudo isso de forma sutil e agradável, fazendo com que a escolha do cliente por determinada marca seja feita de forma natural e orgânica.

Outbound marketing

No outbound marketing, a marca vai atrás do consumidor para anunciar o seu produto, dizendo para o público logo de início que a sua marca é a melhor. Por isso ele é uma abordagem ativa de conquista de clientes.

Muito utilizado em ações do marketing tradicional, esse modelo lança a mensagem para um público amplo e sem definição na crença de que o seu consumidor verá e se interessará. Geralmente, é vista em campanhas de TV, jornal ou rádio, outdoors e ações de telemarketing. Porém, ele também é visto no mundo digital, em sites como youtube, quando antes de começar ou no final do vídeo entra uma propaganda, ou até mesmo no meio do vídeo.

Por conta disso, essa estratégia está sendo repensada. Como ela sempre interrompe alguma atividade do consumidor, ela gera uma percepção negativa da marca.

Algumas ações de outbound marketing são:

  • Outdoors e banners em sites;
  • Pop-ups;
  • Propagandas de rádio, TV e até no YouTube;
  • Facebook Ads, Google AdWords.

Marketing de redes sociais

Como o próprio nome já diz, esse modelo trata de alinhar a atuação da marca nas redes sociais com os objetivos de marketing da empresa. O foco dele é encontrar o público das redes sociais e colocar sua marca no dia a dia deles. Criar um relacionamento com o consumidor, criar engajamento e, dessa forma, tornar a marca mais conhecida.

Mais do que só postar no feed, essa estratégia inclui:

  • planejamento;
  • produção de conteúdo;
  • interação com o público;
  • investimento em anúncios;
  • monitoramento;
  • otimização da estratégia.

Sem isso, sua estratégia de marketing de redes sociais não vai sair do lugar.

Marketing viral

Toda empresa quer que sua mensagem seja muito divulgada pelo público e “fique na boca do povo”. Especialmente quando isso é feito de forma a trazer um efeito positivo para a marca. E é isso que faz o marketing viral.

Para isso, a empresa precisa produzir um conteúdo surpreendente, com alto potencial de compartilhamento e engajamento. Fazendo uso de formatos diversos, mas com grande atenção aos vídeos e as redes sociais, propõe um conteúdo surpreendente e que promova forte engajamento, resultando em inúmeros comentários e compartilhamentos.

No entanto, cuidado para não tentar viralizar a qualquer custo. Isso pode ter o efeito contrário e trazer uma fama ruim para a marca.

Mobile Marketing

O mobile marketing é voltado para a interação com o consumidor através de celulares, tablets ou outros dispositivos móveis. Criar sites responsivos e segmentar anúncios apenas para mobile são alguns exemplos de como criar uma experiência melhor para o consumidor.

Algumas vantagens são:

  • O número de compras via mobile está crescendo;
  • O uso de aplicativos está cada vez mais popular entre os usuários;
  • Aparelhos móveis permitem comunicação mais rápida com o público.

Marketing de Performance

O marketing de performance é um tipo de marketing digital que foca nos resultados. Todas as ações são focadas em análise de dados. Esse tipo de estratégia, tem como objetivo decidir se o investimento está dando os resultados esperados e quais campanhas estão dando resultados. Entre os índices analisados estão o CPC (custo por clique), CPA (custo por aquisição) e CPL (custo por lead).

Os que investem em marketing de performance usam diferentes plataformas de análise de dados e resultados para estudar o desempenho de cada anúncio. Dessa forma, é possível identificar com precisão onde estão os problemas da campanha e agir de forma rápida para consertá-los e, assim, conseguir melhores resultados.

Algumas métricas para ficar de olho:

  • Impressões 
  • Cliques 
  • Engajamento 
  • Leads 
  • Novos clientes 
  • Mídia paga e mídia orgânica

Email Marketing

Esse modelo é uma das principais estratégias do marketing direto. Ele é um canal de comunicação sem intermediários com um grupo segmentado de consumidores que permite a alimentação do lead, maior geração de vendas e mantém um ROI alto.

Apesar disso, ele ainda é mal visto por alguns profissionais de marketing. Por muito tempo, ele foi visto como sinônimo de spam. Porém, com o avanço da tecnologia fica mais fácil mandar a mensagem certa para as pessoas certas.

Vídeo Marketing

Vídeos tem um grande poder de engajar uma audiência. Com plataformas como youtube, tiktok, reels, lives em quase todas as redes sociais, twitch e IGTV, saber gravar vídeos para seu público-alvo tornou-se  essencial.

Isso inclui:

  • Campanhas publicitárias em vídeo;
  • Vídeos institucionais para fortalecer a imagem da marca;
  • Vídeos educacionais como parte do seu plano de marketing de conteúdo.

Real Time Marketing

Para falar com uma empresa, você não precisa mais ficar esperando horas no telefone. No Real Time Marketing, marcas e consumidores podem interagir em tempo real na internet, com a ajuda da tecnologia.

Um dos maiores exemplos é o twitter, ele é a rede social que mais entende a comunicação instantânea. Vários cases de comunicação em tempo real entre clientes e marcas podem ser vistos lá. Outro exemplo são os chats em aplicativos de banco, como o NuBank.

Marketing de Busca (SEM)

São as ações voltadas para os sites de pesquisa, como Google e Bing. Ele inclui divulgação paga (links patrocinados) e tráfego orgânico (SEO). O objetivo é fazer com que a marca fique bem posicionada nos principais motores de busca.

Em ambos os casos (pago ou orgânico), o consumidor estará ativamente indo pesquisar um conteúdo ou palavra-chave oferecido por aquela marca. Por isso, ele é uma das principais estratégias de inbound marketing.

Links patrocinados

Também conhecido como pay-per-click, os links patrocinados são os resultados que aparecem no topo da página de resultados do Google quando se faz uma pesquisa. Eles aparecem com um pequeno aviso que diz “Anúncio”.

SEO

É um conjunto de técnicas e estratégias que visa colocar uma marca nas primeiras posições dos principais motores de busca online. A diferença do SEO para os links patrocinados é que no SEO é tudo feito de forma orgânica, ou seja, gratuita. Ele cria conteúdos relevantes para seu público-alvo, usa palavras chaves, constrói autoridade e melhora a experiência do consumidor.

Author avatar
Agência Mais Resultado

Post a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Usamos cookies para lhe proporcionar a melhor experiência.