Tudo que você precisa saber sobre Google Analytics 4

Google Analytics 4 (GA4) é a mais recente versão da popular ferramenta de análise web do Google, trazendo uma série de novidades e melhorias em relação às versões anteriores. Neste artigo, vamos explorar tudo o que você precisa saber sobre o GA4, desde o que é e como funciona, até detalhes sobre relatórios, integração com outras plataformas e muito mais.

O que é Google Analytics 4?

 

Google Analytics 4 é a última versão da ferramenta de análise de dados do Google. Lançada para substituir o Universal Analytics, o GA4 oferece uma abordagem mais avançada e centrada no usuário para a coleta e análise de dados. Ele foi projetado para ajudar as empresas a entenderem melhor o comportamento dos usuários em múltiplas plataformas e dispositivos, proporcionando insights mais precisos e acionáveis.

Como funciona o Google Analytics 4?

O GA4 funciona através da coleta de dados baseada em eventos. Em vez de depender de sessões e visualizações de página, como no Universal Analytics, o GA4 rastreia uma série de eventos que ocorrem no site ou aplicativo. Isso permite uma análise mais granular e detalhada do comportamento dos usuários.

Conheça os benefícios dele

O Google Analytics 4 (GA4) traz uma série de vantagens em comparação à sua versão anterior, o Google Analytics Universal. Aqui estão cinco dos principais benefícios que o GA4 oferece:

1. Mensuração baseada em eventos

Uma das mudanças mais significativas no Google Analytics 4 é sua abordagem focada em eventos, em vez de apenas visualizações de página. Essa metodologia permite um rastreamento mais detalhado das interações dos usuários, resultando em análises mais precisas e na capacidade de identificar padrões de comportamento com maior eficácia.

2. Multiplataforma

O GA4 foi projetado para funcionar perfeitamente em várias plataformas, incluindo aplicativos móveis e websites, bem como combinações de ambos. Isso proporciona uma visão unificada do desempenho e comportamento do usuário através de diferentes canais, atendendo às necessidades de um mercado cada vez mais diversificado e integrado.

3. Aprendizado de máquina

Outro benefício do GA4 é o uso avançado de técnicas de aprendizado de máquina. Essas técnicas ajudam a preencher lacunas nos dados e a fornecer estimativas mais precisas. Além disso, o GA4 oferece recursos de análise preditiva, permitindo que as empresas antecipem o comportamento do usuário e tomem decisões estratégicas baseadas em previsões mais confiáveis.

4. Acompanhamento da jornada do cliente

O Google Analytics 4 melhora significativamente a análise do funil de vendas, possibilitando o acompanhamento dos usuários em todas as etapas do processo de conversão. Logo, isso facilita a identificação de pontos críticos, a compreensão da jornada de compra dos clientes e a otimização das estratégias de marketing para melhorar a eficiência.

5. Foco na privacidade

O GA4 foi desenvolvido com um forte foco na privacidade e conformidade com regulamentações como a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). A ferramenta inclui recursos avançados de controle de dados, como consentimento do usuário, exclusão automática de dados e opções para desativar o rastreamento de eventos, assegurando que as empresas possam operar de acordo com as normas de privacidade.

Esses são apenas alguns dos benefícios do Google Analytics 4, que oferece uma análise mais abrangente e adaptada às demandas atuais, ao mesmo tempo em que cumpre as regulamentações de privacidade.

Principais componentes do GA4:

  1. Eventos: Tudo é rastreado como um evento, desde cliques em botões até visualizações de página e interações com vídeos.
  2. Parâmetros: Cada evento pode ter parâmetros adicionais que fornecem mais contexto, como o valor de uma transação ou a localização geográfica do usuário.
  3. Identidade do Usuário: O GA4 oferece diversas formas de identificar e rastrear usuários através de diferentes dispositivos e plataformas.
  4. Machine Learning: O GA4 utiliza aprendizado de máquina para fornecer insights preditivos e recomendações acionáveis.

Saiba mais sobre o Cookieless

Você sabia que o Google Analytics 4 (GA4) pode operar sem a necessidade de cookies? Agora, vamos explicar como o GA4 realiza o rastreamento sem depender de cookies.

Com as mudanças nas políticas de privacidade e a crescente preocupação com a segurança dos dados, o GA4 foi projetado para operar eficientemente em um mundo com menos dependência de cookies. Ele utiliza uma combinação de métodos, como modelagem de conversão e dados de primeira parte, para continuar fornecendo insights valiosos sem comprometer a privacidade do usuário.

Privacidade e rastreamento sem cookies

O GA4 foi desenvolvido com um foco acentuado na privacidade, podendo funcionar com ou sem cookies. Utilizando aprendizado de máquina e modelagem estatística, o GA4 é capaz de preencher lacunas de dados, adaptando-se a um cenário onde a dependência de cookies está diminuindo.

Como o Google Analytics 4 evita cookies?

Embora o GA4 ainda utilize cookies primários para manter a conformidade com regulamentações de privacidade, como o GDPR e a Lei de Privacidade do Consumidor da Califórnia, ele também se prepara para um futuro sem cookies. Com a introdução de atualizações como o iOS 14 da Apple, que limita o uso de cookies, o GA4 se antecipa às tendências de privacidade emergentes.

O Google Analytics 4 foi projetado para aproveitar o aprendizado de máquina e outros métodos avançados para lidar com a falta de dados diretos. Este processo é conhecido como “dados combinados”. Conforme explicado pelo Google:

“O novo Analytics foi projetado para se adaptar a um futuro com ou sem cookies, ou identificadores. Ele usa uma abordagem flexível para medição e, no futuro, incluirá modelagem para preencher as lacunas onde os dados podem estar incompletos. Isso significa que você pode contar com o Google Analytics para ajudá-lo a medir seus resultados de marketing e atender às necessidades dos clientes agora, enquanto navega na recuperação e enfrenta incertezas no futuro.”

O Google Analytics 4 não só se adapta às mudanças tecnológicas e regulamentares, mas também oferece ferramentas para garantir que as empresas possam continuar a medir e otimizar seus esforços de marketing, mesmo em um ambiente cada vez mais focado na privacidade.

Relatório de tempo real do Google Analytics 4 

O relatório de tempo real no GA4 oferece uma visão imediata do que está acontecendo no seu site ou aplicativo. Você pode ver quantos usuários estão ativos, quais páginas estão visualizando, de onde vêm e muito mais. Isso é crucial para monitorar campanhas, eventos ao vivo ou qualquer situação em que o tempo seja um fator crítico.

Como gerar relatórios em tempo real no Google Analytics 4

Acessando o relatório de tempo real

Para acessar o relatório de Tempo Real no Google Analytics 4, siga estas etapas:

  1. Navegue até a seção de Relatórios.
  2. Clique em “Tempo Real” na navegação à esquerda.

Utilizando o relatório de tempo real

O Relatório de Tempo Real permite que você monitore instantaneamente os efeitos de novas campanhas e alterações no seu site. Aqui estão algumas maneiras de utilizá-lo:

  • Promoções de Curto Prazo: Verifique se uma promoção de um dia está gerando tráfego para o seu site ou app.
  • Postagens em Redes Sociais: Monitore os impactos imediatos de tweets, postagens em blogs ou redes sociais no tráfego do seu site.
  • Atualizações de Conteúdo: Acompanhe como as mudanças no conteúdo do seu site afetam o tráfego.
  • Validação de Código de Medição: Certifique-se de que o código de medição está funcionando corretamente no seu site ou app.

Essas funcionalidades permitem uma análise imediata do desempenho das suas ações de marketing e ajustes em tempo real, garantindo que você possa responder rapidamente às mudanças no comportamento dos usuários.

Novidades sobre integração com outras plataformas

Uma das grandes vantagens do GA4 é sua capacidade de se integrar com uma ampla gama de outras ferramentas e plataformas. Isso inclui não apenas outros produtos do Google, como Google Ads e BigQuery, mas também uma variedade de ferramentas de terceiros através de APIs robustas.

Principais Integrações:

  1. Google Ads: Sincronize seus dados de conversão diretamente com o Google Ads para otimizar suas campanhas.
  2. BigQuery: Analise grandes volumes de dados com poderosas capacidades de consulta SQL.
  3. Firebase: Integração direta para aplicativos móveis, permitindo uma visão unificada do comportamento do usuário em web e mobile.

Como fazer a migração para o Google Analytics 4?

Migrar para o GA4 é um processo que envolve várias etapas, desde a configuração inicial até a transferência de dados e eventos.

Passos para a migração:

  1. Criação da Propriedade GA4: No painel do Google Analytics, crie uma nova propriedade GA4.
  2. Configuração do Fluxo de Dados: Configure fluxos de dados para web e aplicativos.
  3. Rastreio de Eventos: Utilize o Google Tag Manager ou o código de rastreamento global para definir eventos.
  4. Importação de Dados: Importe dados históricos para garantir continuidade na análise.
  5. Testes e Validação: Teste as configurações para garantir que todos os dados estão sendo rastreados corretamente.

Como fazer relatório no Google Analytics 4?

Para criar um relatório de visão geral no Google Analytics 4, você pode montar cards de resumo a partir dos relatórios detalhados. Para personalizar esses relatórios, você deve ter a função de editor na propriedade. Cada propriedade pode ter até 150 relatórios personalizados.

Passos para criar relatórios

Acessando o criador de relatórios

  1. Personalizar Relatório:
    • No canto superior direito de qualquer relatório, clique em “Personalizar relatório”.
  2. Biblioteca:
    • Na navegação à esquerda, role até o final e clique em “Biblioteca”. Se não encontrar essa opção, você não tem permissão para editar.
    • Role para baixo até a tabela “Relatórios”.
    • Clique em “+ Criar novo relatório” e selecione “Criar relatório de visão geral”.

Opções de modificação

Passe o cursor sobre um relatório de visão geral na tabela e clique em “Mais”. As opções disponíveis no menu suspenso são:

  • Editar: Modifica o relatório original.
  • Fazer uma cópia: Preserva o relatório original e abre uma cópia para edição.
  • Renomear: Dá um novo nome ao relatório e permite fornecer uma descrição.
  • Definir como Resumo dos relatórios: Especifica o relatório como o resumo.
  • Excluir: Remove o relatório da biblioteca.

Ao clicar em “Editar” ou “Fazer uma cópia”, o Criador de Relatórios será exibido, permitindo que você personalize o conteúdo conforme necessário.

Como funcionam os novos relatórios do Google Analytics 4?

O Google Analytics 4 (GA4) introduziu mudanças significativas em seus modelos de relatórios, abrangendo tanto o desempenho de sites quanto de aplicativos. O principal objetivo dessas alterações é fornecer uma integração mais completa entre os canais do cliente, permitindo uma visão holística sobre o tráfego, engajamento dos usuários e o retorno financeiro das campanhas.

Os relatórios do GA4 são estruturados em quatro etapas principais do ciclo de vida do cliente:

  1. Aquisição: Focado na atração de usuários para o site ou app, aumentando o tráfego.
  2. Engajamento: Dados sobre as interações dos usuários com as páginas, incluindo visualizações, conversões e outras atividades.
  3. Monetização: Detalha receitas e vendas realizadas no e-commerce ou app, além de investimentos em publicidade.
  4. Retenção: Mostra quantos usuários estão retornando aos seus canais, ajudando a entender a retenção e o valor da vida útil dos usuários (LTV).

Com essa estrutura, é possível analisar e definir estratégias mais eficazes com base na jornada do cliente.

10 métricas do Google Analytics 4 para analisar

Agora, vamos explorar as principais métricas disponíveis nos relatórios de ciclo de vida do Google Analytics 4 que são essenciais para entender o comportamento dos usuários e otimizar suas estratégias.

1. Usuários e novos usuários

Essas métricas, herdadas do Analytics Universal, continuam presentes no GA4:

  • Usuários: Visitantes únicos que acessaram o canal durante o período analisado.
  • Novos Usuários: Visitantes que acessaram o site pela primeira vez.

Essas métricas são cruciais para entender o alcance e a base de novos visitantes do seu site ou app.

2. Sessões

Embora tenham o mesmo nome, as sessões no GA4 são mensuradas de forma diferente. Agora, uma sessão é iniciada automaticamente quando um visitante abre o aplicativo em primeiro plano ou visualiza uma página do site sem estar conectado a uma sessão anterior.

3. Sessões engajadas

O GA4 introduz a métrica de sessões engajadas, que correspondem a acessos que geraram ações no site. São consideradas sessões engajadas aquelas que duraram mais de 10 segundos, resultaram em conversões ou tiveram duas ou mais visualizações de página/tela.

4. Taxa de engajamento

A taxa de engajamento é a relação entre sessões engajadas e o total de sessões. E, esse valor, expresso em porcentagem, indica o quão eficaz seu site ou app está em engajar e reter os usuários.

5. Tempo médio de engajamento

Essa métrica mostra quanto tempo, em média, os visitantes passam interagindo com seu conteúdo. Isso, é um indicador importante para avaliar se o seu site ou app possui elementos atrativos que incentivam o engajamento.

6. Contagem de eventos

Eventos são interações específicas dos usuários, como visualizações de página, cliques e pesquisas no site. A contagem de eventos mostra o total de ações realizadas e a contagem de eventos por usuário.

7. Conversões

Na aba de Engajamento, as conversões mostram quantas vezes um evento de conversão foi acionado. E, para uma análise precisa, é necessário configurar esses eventos no GA4.

8. Receita

O relatório de monetização permite acompanhar a receita total gerada pelo site, incluindo e-commerce, compras no app e retorno de investimentos publicitários.

9. Retenção dos usuários

Reter usuários é tão importante quanto atrair novos. Assim, a porcentagem de retenção de novos usuários mostra a parcela de visitantes que retorna ao site, ajudando a entender o valor de retenção.

10. Valor da vida útil

O valor da vida útil (LTV) do cliente é calculado com base na soma dos eventos de compras e ganhos do AdMob durante os primeiros 120 dias de uso do app, e essa métrica ajuda a entender o impacto a longo prazo dos usuários no seu negócio.

Como analisar a busca orgânica no Google Analytics 4

A análise da busca orgânica no GA4 envolve a configuração adequada dos eventos e a utilização de relatórios específicos para entender o desempenho do tráfego orgânico.

Passos para análise da busca orgânica:

  1. Configuração de Eventos: Configure eventos para rastrear buscas e cliques orgânicos.
  2. Criação de Relatórios Personalizados: Utilize o Exploration Reports para criar relatórios personalizados focados em tráfego orgânico.
  3. Utilização de Parâmetros UTM: Utilize parâmetros UTM para rastrear a origem e a campanha de cada visita orgânica.
  4. Análise de Tendências: Utilize a análise de tendências para identificar padrões no comportamento de busca orgânica.

Informações sobre as configurações

Configurar o GA4 de maneira eficaz é crucial para obter insights precisos e acionáveis.

Configurações importantes:

  1. Configurações de Propriedade: Defina as configurações básicas da propriedade, como fuso horário e moeda.
  2. Configurações de Fluxo de Dados: Configure fluxos de dados para web e aplicativos, garantindo que todos os eventos relevantes sejam rastreados.
  3. Configurações de Identidade do Usuário: Escolha a estratégia de identidade do usuário que melhor se adequa ao seu negócio (baseada em dispositivos ou usuários).
  4. Configurações de Eventos: Configure eventos personalizados para rastrear ações específicas dos usuários.

Principais alterações da nova versão

O GA4 traz várias mudanças significativas em relação ao Universal Analytics. Algumas das principais alterações incluem:

  1. Modelo Baseado em Eventos: Mudança de um modelo baseado em sessões para um modelo baseado em eventos.
  2. Aprendizado de Máquina: Uso extensivo de machine learning para insights preditivos.
  3. Integração Multiplataforma: Melhor integração entre web e mobile.
  4. Relatórios Personalizáveis: Maior flexibilidade na criação de relatórios personalizados.

A Mais Resultado é a agência de marketing que está atenta às atualizações

A evolução para o Google Analytics 4 representa uma oportunidade para as empresas aprimorarem suas estratégias de análise de dados. Na Agência Mais Resultado, estamos sempre atentos às últimas atualizações e tendências do mercado, garantindo que nossos clientes estejam à frente da concorrência. Com nossa expertise em SEO, gestão de tráfego pago, produção de conteúdo e muito mais, estamos prontos para ajudar sua empresa a aproveitar ao máximo o potencial do GA4.

Entre em contato conosco e descubra como podemos transformar seus dados em resultados expressivos e mensuráveis. Na Agência Mais Resultado, entregamos performance, entregamos mais resultado!

Author avatar
Mais Resultado
https://agenciamaisresultado.com.br

Post a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Usamos cookies para lhe proporcionar a melhor experiência.