Marketing digital ou anunciar na TV?

Se a TV foi um dos grandes meios de massa responsáveis pela ampliação dos poderes da publicidade, a internet revolucionou os padrões de campanha com o marketing digital, onde a propaganda, mais interativa, engaja o público com a marca aproximando um e outro cada vez mais.

A Mais Resultado, agência de marketing digital sediada no Rio de Janeiro, mostra, nesta postagem, como a publicidade na web vem ganhando espaço e porque vem se mostrando a preferida das empresas para anunciar seus produtos e serviços.

 

Audiência em números

Para começar, através dos índices de audiência da TV, é possível compreender que houve uma queda nos números entre 2019 e 2020.

Segundo dados da pesquisa feita pela Kantar IBOPE Media, empresa de mensuração de audiência e investimento publicitário na América Latina, em maio de 2019 no Rio de Janeiro, a Globo possuía um índice de 14,54% de pontos em audiência domiciliar contra 5,58% do SBT. Em maio de 2020, esses números caíram para 13,78% e 4,24% respectivamente.

Essa queda nos números da audiência apenas reforça a nova tendência do público ao uso da internet como meio de comunicação e também de informação.

A substituição de muitos jornais e revistas impressas por publicações exclusivamente online também endossam esse novo comportamento do consumidor: segundo outra pesquisa, desta vez do Interactive Advertising Bureau (IAB), organização que realiza pesquisas, negócios e que oferece suporte para publicidade online, 40% de seus entrevistados passam duas horas do dia na internet contra os 25% que ficam o mesmo tempo diante da TV.

 

Marketing digital antes e depois da crise

A TV foi um dos meios de massa que mais cresceu desde o seu surgimento na década de 20. Mas foi a internet, desde os anos 90, por sua vez, que democratizou, de verdade, o acesso à informação e mudou o perfil dos consumidores radicalmente.

Os serviços de delivery, por exemplo, já estavam numa progressão crescente desde antes da crise. Livros, alimentação, compras em mercado, eletrodomésticos, remédios e até roupas e calçados. Não existe limite para a demanda online dos artigos. E, tudo isso, sem precisar ficar gastando sapato para comparar preços e qualidade de produtos, o que representa maior conforto e segurança.

As informações sobre as empresas tornaram-se muito mais acessíveis também. Com as redes sociais, o público começou a se relacionar com as instituições de forma diferente, porque podem interagir com ela de maneira mais contundente. Além disso, ele é capaz de trocar com outros consumidores sobre suas experiências com a marca. Essa rede espontânea que se forma pode ser, atualmente, um dos maiores aliados para a publicidade de um negócio.

Marketing digital: concorrência e integração

Streaming e Marketing Digital

Outro ponto importante é em relação à programação. Os serviços de streaming, desde o boom do Netflix e do YouTube, possibilitaram ao público adequar o conteúdo à sua escolha e ao seu tempo disponível para o consumo.

Isso se intensificou com o aparecimento dos aplicativos “play”. Com eles, é possível assistir ao canal e ao conteúdo favoritos de qualquer lugar e a qualquer hora.

As plataformas de streaming, da mesma maneira, proporcionaram uma alternativa para artistas e obras de menor porte/independentes que não encontravam espaço nos caros e pouco acessíveis canais de TV, representando maior chance de distribuição.

Tudo isso, obviamente, mudou o perfil dos anúncios, porque na internet, o usuário pode pular propagandas ou contratar pacotes de plataformas que param de exibir propagandas no momento da assinatura. E isso não significa menos campanhas online. Muito pelo contrário. Elas foram ressignificados.

É só observar o Spotify, por exemplo, que dá a possibilidade de uma empresa criar uma playlist com sua marca para distribuir para o público.

 

Campanhas online e segmentação

O método de publicidade na TV não mudou desde o seu surgimento. Ele é feito para interromper o conteúdo que o público está assistindo. A única coisa que mudou foi o teor das campanhas: passou de “compre nosso produto” para “sinta-se bem com nosso produto”. Mas, apesar da criatividade das campanhas, é comum que o espectador troque o canal, ligue o mute ou desligue a televisão nesses momentos.

Assim, as estratégias de marketing digital podem ser mais segmentadas e eficazes no alcance ao público alvo, o que representa grande economia de recursos. A capacidade de atingir os leads via web acaba se tornando maior e mais precisa do que pela Televisão. Isso sem falar no contato direto com o possível comprador.

Aplicativos de comunicação, campanhas de e-mail e em redes sociais são, atualmente, a melhor forma de constituir um elo com o público, deixando-o muito mais propenso a ser fiel à sua marca. A retornar a consumir seu produto ou serviço e a divulgá-lo espontaneamente com seus amigos virtuais.

Isso sem falar que, por meio das estratégias digitais, é sempre possível integrar campanhas on e offline.

A Mais Resultado é a agência de comunicação para quem quer ser mais digital e ter mais performance na internet, seguindo a tendência dos novos tempos. Acesse nosso site e agende uma reunião conosco para não deixar a crise afetar o seu negócio.

Post a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Usamos cookies para lhe proporcionar a melhor experiência.