Mundo corporativo pós-pandemia

Mundo corporativo pós-pandemia: a vida imita o marketing.

Como já previa Philip Kotler no seu fundamental livro “Marketing 4.0”: quando o assunto são as interações dos consumidores com as empresas, o remoto e o presencial se complementam.

E fica fácil traçar um paralelo entre a lição do guru do Marketing e as perspectivas do mundo corporativo pós-pandemia.

Quer dizer: ao mesmo tempo em que o público está cada vez mais envolvido e criando relacionamento com produtos e serviços no mundo virtual, ele passa a dar mais valor para as experiências físicas que tem com as marcas.

Essa combinação bem dosada de on e off enriquece a experiência das pessoas.

Real ou virtual: como será o mundo corporativo pós-pandemia?

Pelo que imaginamos por aqui na Mais Resultado, nossas vidas profissionais devem reunir o melhor dos dois ambientes depois desse período de Covid-19.

Ou seja: práticas virtuais e práticas presenciais não serão excludentes nas organizações.

Elas devem coexistir e ser complementares para fornecer uma experiência superior às pessoas que fazem as empresas e, consequentemente, garantir melhores resultados.

Real e virtual: com a vantagem de podermos optar a cada demanda.

Agora que experimentamos – meio que forçados pela pandemia – a possibilidade de fazer mais reuniões via Zoom – sem pegar trânsito entre uma e outra –, podemos continuar mantendo nossa agenda de compromissos via computadores, smartphones e cia..

Afinal, isso trouxe quantidade, produtividade.

Por outro lado, como também conhecemos o valor das interações olho no olho, das leituras das linguagens corporais e expressões faciais, além das fortes conexões que costumam se formar-nos encontros ao vivo com clientes, colaboradores e fornecedores, devemos continuar prevendo espaço para tudo isso.

O que representa qualidade, envolvimento, fortalecimento de relações.

O grande desafio vai ser – a partir das vivências desse período mais virtual – decidir estratégica e pontualmente quando optar por um ou pelo outro.

O que experimentamos no modo virtual durante a pandemia?

Aqui na Mais Resultado, vivemos uma série de experiências inusitadas – algumas altamente positivas – de março de 2020 para cá.

Entre elas, por exemplo:

  • Nosso modelo mais frequente de reuniões passou a ser o on-line, o que trouxe ganhos em termos de velocidade e produtividade.

 

  • Passamos a ter alguns colaboradores 100% no home office – como a Thay, que há 20 meses não aparece fisicamente aqui – e muitos outros híbridos.

 

  • Contratamos talentos à distância, como a Lisy, a Viviane e a Ana. Pessoas que nunca vieram à Mais Resultado, mas que, com gestão remota, já entenderam a cultura da empresa e têm feito entregas incrivelmente alinhadas com nossa proposta.
  • Da mesma forma, fechamos vários contratos com clientes que nunca passaram pela rua onde fica nossa agência e que têm se surpreendido com o entendimento das suas demandas e com um trabalho em total sinergia com seus perfis. Entre eles: Comtec, Pereira Andréa Advogados, e José Carlos Ortodontia.
  • Por meio de parcerias com o Conselho Regional de Contabilidade do Estado do Rio de Janeiro (CRCRJ) e do Sindicato de Bares e Restaurantes do Rio de Janeiro (SindRio), oferecemos dezenas de consultorias gratuitas de marketing a empresários desses segmentos para que eles pudessem amenizar os efeitos da crise provocada pela Covid-19 nos seus negócios. O formato foi basicamente o de mentorias virtuais – 100% on-line – para a criação de estratégias e o impulsionamento das vendas de maneira que eles conseguissem sobreviver aos desafios deste período.

Por outro lado, mantivemos (e até criamos) algumas opções .

  • Teve gente da nossa equipe que não se adaptou ao home office. O Luís Gustavo e a Samara, por exemplo, começaram a trabalhar remotamente, mas logo preferiram retornar ao esquema presencial.

 

  • Por mais paradoxal que possa parecer (para quem não segue Philip Kotler), também incluímos em nosso portfólio, serviços que não se restringem aos digitais. Dois exemplos são: a Comunicação Interna e o Live Marketing (ações em que o público vive, na prática, uma experiência real ou virtual com a marca).

 

Resumindo: flexibilidade é a palavra de ordem no mundo pós-Covid-19.

Flexibilidade, pouca burocracia, soluções fora da caixa e adequadas a cada caso: esses conceitos têm se mostrado necessários, especialmente nesse cenário de mudanças drásticas como as dos últimos tempos.

Para nossa felicidade, são todos atributos que fazem parte do perfil da Mais Resultado muito antes de o coronavírus virar conteúdo e começar a circular por aí.

Nós acreditamos que o mundo corporativo pós-pandemia não será nem 100% real, nem 100% virtual. Mas cheio de oportunidades para quem estiver aberto ao melhor de cada contexto.

 

Leia:

Ações de socorro para micro e pequenas empresas

Formatos de anúncios em vídeo no Google Ads

Como fazer minha empresa decolar sem gastar muito?

Post a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Usamos cookies para lhe proporcionar a melhor experiência.