As mídias externas vem se expandindo no Brasil nos últimos 4 anos. Isso se deve a vários fatores, mas, principalmente, às características únicas deste tipo de publicidade, como o impacto instantâneo das mensagens e um custo-benefício imbatível, fatores que têm ganhado ainda mais relevância em um ambiente de crise financeira e demanda por competitividade.

Também conhecidas como mídia exterior e Out Of Home (OOH), as mídias externas são as ações publicitárias ao ar livre, como outdoors, fachadas, telas digitais, abrigos de ônibus, entre outros. As possibilidades deste tipo de publicidade são limitadas apenas pela legislação local (na cidade de São Paulo, por exemplo, os outdoors são proibidos) e pela criatividade das agências, que tem utilizado as mídias externas cada vez mais em ações e campanhas criativas.

De acordo com o Kantar Ibope Media através do Monitor Evolution, pesquisa que mensura os investimentos publicitários no Brasil, de janeiro a junho de 2017 foram investidos aproximadamente R$ 1,7 bilhão apenas em publicidade externa, com a modalidade ganhando relevância significativa a cada nova pesquisa. Os números mostram que os anunciantes percebem na publicidade externa uma alternativa efetiva e muito mais barata se comparada com outras mídias mais tradicionais, como a TV, possibilitando um retorno mais seguro para os investimentos em publicidade.

Características únicas das mídias externas

Sendo empregadas de forma incrivelmente diversificada, as mídias externas já fazem parte do nosso dia a dia. Indo para além dos outdoors, estão presentes nos supermercados, aeroportos, fachadas de prédios, estações de trem e metrô, placas de rua, elevadores, e a lista só cresce.

Fazer parte do mobiliário urbano permite que as mídias externas integrem as marcas, produtos e mensagens ao ambiente imediato do consumidor, trazendo familiaridade e uma facilidade maior na comunicação. São a modalidade publicitária que atinge os olhos do público mais rapidamente, permitindo uma absorção imediata.

As características dos anúncios externos, com componentes visuais marcantes e mensagens concisas e leves, facilita uma correlação imediata entre o ícone estruturado no anúncio e o produto no ponto de venda. Isso permite que as mídias exteriores sejam ideais para o lançamento de produtos, por exemplo, pois é possível posicionar a publicidade próxima ao ponto de venda.

Mídia Externa Digital

As pessoas estão cada vez mais fora de casa, para trabalhar, estudar ou se divertir, reflexo de uma sociedade mais veloz e consumista. Esse padrão de comportamento mudou os paradigmas de consumo publicitário, mas os anunciantes e agências demoraram para surfar nessa tendência, principalmente no Brasil.

O barateamento das telas, interativas ou não, permitiu que o setor de publicidade externa chegasse também aos monitores, diversificando ainda mais as possibilidades para os anunciantes: publicidade animada, informativa, jornalística, intervenções cinematográficas, etc.

Chamada de mídia externa digital, ou Digital Out Of Home (DOOH), as telas ou monitores que vemos por toda a parte são o que há de mais atraente e efetivo em mídia exterior.